AS DEZ MELHORES TRILOGIAS DO CINEMA

1280px-star_wars_logo-svg 

Olá amiguinhos. Não sei se perceberam, mas parece que virou moda essa história de trilogias. Se um determinado filme faz sucesso, claro que as continuações são esperadas e até mesmo inevitáveis. Já escrevi aqui minha opinião sobre os terceiros filmes, não é mesmo?

Mas existem aquelas trilogias que merecem destaque. Caso eu esqueça alguma trilogia, não fiquem chateados e tenham em mente que se trata unicamente de minha opinião, ok?

Bora lá:

Em 10º lugar, empatados, estão a trilogia de Homem Aranha (de Sam Reimi) e X-Men.


E por que eles dividem uma posição? Quando estava criando uma lista com minhas trilogias preferidas, precisaria tirar uma das duas. E notei que ambas tem seus méritos. Mesmo com péssimos terceiros filmes (pra variar), são trilogias competentes que merecem lugar aqui. Arrisco dizer que são melhores que Homem de Ferro ou Capitão América. Posso estar comprando briga aqui, mas Homem Aranha e X-Men foram marcos no cinema. Mesmo que o conjunto da obra tenha lá seus defeitos, é inegável a emoção que sentimos ao ver o Aranha balançando pela cidade pela primeira vez. E quando Wolverine ejetou as garras pela primeira vez em live action, iniciou o longo caminho de Jackman e seu personagem mais famoso. Nas sequências, Homem Aranha 2 é considerado como sendo um dos melhores filmes de super-heróis de todos os tempos e a cena de Wolverine defendendo a mansão Xavier em X2 valeu o ingresso. Isso sem falar na cena com Noturno na Casa Branca. Mas vamos prosseguir...


Em 9º lugar, Star Wars. Mas não se preocupem, não estou falando da trilogia clássica, mas sim daquela trilogia que foi feito depois da trilogia original, que conta a história que passa antes da trilogia antiga, que mesmo sendo produzida antes, contava histórias posteriores á nova trilogia feita agora... Pode ler de novo. Eu espero...

Mesmo sendo unânime que a nova trilogia não superou a primeira, merece lugar na lista por contar uma história simples que amarrou várias pontas soltas na trilogia clássica. Jar Jar Binks continua sendo horrível, Hayden Christensen continua sendo um péssimo ator e Natalie Portman continua atuando como uma porta, mas como eu disse antes, o conjunto da obra foi competente.


Em 8º lugar, Matrix. Mesmo tendo suas falhas em roteiro, o visual de Matrix foi revolucionário. Isso ninguém pode negar. E uma história completa a outra. Além disso, segue a receita básica de uma verdadeira trilogia. Matrix foi feito, fez sucesso, e inspirou Reloaded, que além de continuar a história, serviu de prelúdio para Revolution. Então sim, além de merecer estar nesta lista por n fatores, obedece aos critérios.  Claro que possui vários defeitos e a conclusão deixou muito a desejar... Mas as cenas de ação foram ótimas em todos os filmes, pode admitir.


Em 7º lugar (e isso vai dar uma treta), a trilogia que não deveria ser uma trilogia, O Hobbit. Só está nesta lista porque o visual é impressionante. A história, mesmo sendo ótima, não precisaria de três filmes, convenhamos... Também se trata de um prequel (vai googlar!) totalmente desnecessário. Mas valeu a pena por dar a oportunidade aos fãs de visitar esse universo mítico...


Em 6º lugar (mais uma treta), a trilogia Batman de Nolan. Aqui os fãs mais mimizentos podem reclamar que Batman Begins foi o 5º filme da franquia e não se trata de uma trilogia.

Em primeiro lugar, sim, se trata de uma trilogia, pois além de ter o mesmo protagonista e diretor, o primeiro foi um reboot da franquia do Homem Morcego e o terceiro encerrou a trilogia. Fora isso, antes destes, apenas os filmes de Burton podem ser levados a sério, não é mesmo? Ou realmente quer que sejam considerados Batman Mamilos Eternamente ou Batman zíper na bunda & Robin?


Em 5º lugar, Mad Max. Foi uma trilogia melhor que Batman de Nolan, o Hobbit, Matrix, Star Wars (novo), X-Men e Homem Aranha. Por que?

Assim como a versão mais atual, os filmes com Mel Gibson não usaram e abusaram da computação gráfica (não que fosse possível na época) e narraram uma história única e original sobre um futuro apocalíptico. O mérito do novo filme é ser repleto de ação e contar com um roteiro simples. Já o mérito dos filmes de 1979 em diante foram atuações, ambiente, bons personagens, bons vilões etc.

Quem discorda, deve se lembrar que estamos falando dos anos 80. E fazer uma trilogia memorável merece nosso 5º lugar sim.


Em 4º lugar, e contrariando muitas listas por aí, O Senhor dos Anéis. Muitos colocam os filmes de Peter Jackson no primeiro lugar da lista. Sei que estou comprando briga com muita gente aqui... Não há muito que falar a não ser tecer os melhores elogios á saga da Terra Média. Não foi á toa que faturaram mais de 3 bilhões de dólares e conquistaram nada mais nada menos que 17 Oscars.

Apenas O Retorno do Rei alcançou Ben Hur e Titanic com 11 Oscars. Era de se esperar que ele ocupasse uma posição melhor não é mesmo amiguinhos? Não fiquem bravos com o tio Léo... Ele ama vocês...


Em 3º lugar, uma das trilogias mais amadas de todos os tempos: De volta para o futuro...

Provavelmente as escolhas dos filmes desta lista não causem tanta revolta... O que pode provocar a ira dos cinéfilos é a colocação.

Afinal de contas, coloquei um típico filme da Sessão da Tarde á frente de um campeão de bilheterias e ganhador de uma porrada de Oscars...

E falando nisso, vamos fazer uma comparação no estilo narrador da sessão da tarde para justificar a escolha... O que soa melhor?

“Essa galerinha vai aprontar altas confusões enfrentando seres de outro mundo para conseguir queimar o anel num clima medieval repleto de altas confusões ...”

Ou...

“Esse carinha vai precisar voltar ao passado, num carro muito louco, encarar os anos 60, dar o fora na sua mãe que quer dar pra ele e salvar o casamento dos seus pais para evitar ser apagado da existência num clima de viagem no tempo com um doutor pra lá de esquisito...”

Ou seja, o roteiro de De Volta para o Futuro envolve viagens no tempo, tema que me agrada bem mais do que esse clima de fantasia de Senhor dos Anéis. Claro que isso é questão de opinião. Mas como eu disse logo no começo, essa é a minha lista...Se não gostou, faça a sua!


Ocupando o 2º lugar de minha lista e levando a medalha de prata, merecidamente está O Poderoso Chefão. Eu precisaria de um artigo inteiro para falar dessa trilogia. É uma das minhas preferidas e com certeza seus filmes estão entre os favoritos de muitos cinéfilos por aí. Al Pacino impecável em suas atuações nos três filmes. Marlon Brando interpretando um dos maiores ícones da ficção, roteiro muito bem amarrado nos três filmes. A parte II complementa perfeitamente a I e a parte III encerra de maneira digna a saga da família Corleone. É um dos raros casos em que o filme é muito superior ao livro. Ah, e recomendo o livro, á propósito... um dos melhores livros que já li só poderia render um dos melhores filmes já feitos.

E o primeiro lugar vai para...


Star Wars, a trilogia clássica.

25 de Maio de 1977 é uma data histórica para o mundo nerd. Neste dia, estreava nos cinemas o primeiro capítulo (e não importa o que digam) da franquia mais lucrativa da história do cinema. Quer saber quanto? Mais de 40 BILHÕES de dólares. E quer saber do que mais? Estou falando apenas das duas trilogias entre os episódios I e VI. Não estou contando vendas de miniaturas, HQ’s, filmes, games, desenhos etc. Nem, estou contando os dois últimos filmes, “O Despertar da Força” e “Rogue One” (que diga-se de passagem, já arrecadou mais de 500 milhões até agora...).

E quer saber por que a bilheteria de Star Wars até hoje é relevante? Porque estou falando de uma franquia que já era sucesso absoluto bem antes da segunda trilogia (I a III). Possuía uma legião de milhões de fãs já na década de 80. Há quem diga que pode ser considerada uma religião.  A data de estreia do Episódio IV (primeiro filme da franquia) é o dia do orgulho nerd, só para se ter uma vaga noção do quanto Star Wars é amado em todo mundo.

Claro que existem pessoas que não gostam de Star Wars. Mas entendam que uma franquia que se iniciou em 1977 faz sucesso até hoje. Darth Vader, Yoda, Han Solo, C3PO, R2D2, Chewbacca, princesa Leia são personagens tão conhecidos hoje quanto há quase 40 anos atrás. Sabres de Luz, a Estrela da Morte, ou a música tema do Darth Vader são elementos reconhecidos quase que imediatamente.

Você pode ser um daqueles hereges que não gostam (ou pior: nunca assistiram) de Star Wars. Mas saiba que a força está com você. Você não precisa amá-la nem acreditar para que ela te proteja. Ainda que você andasse pelo vale do lado negro da força, não temerás mal algum pois a força está contigo. Ela está com você e seu sabre de luz te consola.

E por hoje é só, pessoal...Até a próxima.

Que a força esteja com vocês...

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.